INSS: professores analisam modelo da Carlos Chagas

By   09/12/2011

Com a definição da Fundação Carlos Chagas (FCC) como organizadora do concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) os concorrentes às vagas técnico (1.500) e perito médico (375) já podem fazer uma ideia do que os esperam pela frente na hora da prova. Para a coordenadora pedagógica da Central de Concursos, Mônica Ferreira, quem contava ser o Cespe/UnB a elaborar a seleção não precisa se desesperar.

“Aqueles candidatos que já estudaram focados em provas do estilo do Cespe/UnB estão bem preparados para a Carlos Chagas. Eles ganharam nesse processo de troca, porque com o formato das provas da Carlos Chagas, que têm cinco alternativas, o candidato tem maior chance de acerto. Além disso, as questões da Carlos Chagas não exigem raciocínio de associações e estratégias de resolução. Ela é mais focada no conteúdo programático que ela estabeleceu”, afirmou.

Acerca das características das provas aplicadas pela Fundação Carlos Chagas, posição semelhante tem o coordenador pedagógico da Academia do Concurso Público, Paulo Estrella. Segundo ele, as questões elaboradas pela organizadora são sucintas, buscando apenas aferir se o candidato sabe ou não o que foi proposto. “São perguntas compactas, sem muita introdução, com enunciados pequenos”, informou. “Isso vem aos pouquinhos mudando, mas, ainda, continua sendo a característica central”, completou.

Estrella lembrou que a Carlos Chagas comumente reformula questões aplicadas anteriormente. “A FCC tem fama de reaproveitar as questões, com pequenas variações. Ela tem muito essa característica. Por isso, é muito interessante que o candidato faça muitas questões de provas anteriores da banca”, recomendou, além de acrescentar que, pelo fato de a Carlos Chagas vir realizando vários concursos nos últimos anos, ter acesso a esse material não será difícil.

Paulo Estrella salientou que a resolução das questões anteriores não vale para o contéudo de Conhecimentos Específicos, como, por exemplo, na disciplina de Legislação Previdenciária, já que não é possível encontrar referência na Fundação Carlos Chagas. A organizadora ainda não elaborou questões dessa matéria. Nesse caso, o coordenador orienta que os candidatos permaneçam resolvendo as questões do Cespe/UnB, que organizou os últimos concursos de técnico e perito médico.

A coordenadora pedagógica da Central de Concursos, Mônica Ferreira, crê que os candidatos ainda possuem tempo suficiente para se preparar para as provas e, assim, se familiarizar com a banca da Carlos Chagas. “O candidato vai ter pelo menos de dois meses e meio a três para estudar, porque o edital ainda não foi publicado, e o tempo entre o edital e a prova é de 45 a 60 dias. Quem não começou a se preparar pode otimizar os estudos com um curso preparatório e estudar mais duas horas sozinho. Quem já está estudando há algum tempo pode aproveitar para fazer uma bateria de exercícios da Carlos Chagas em cada disciplina para absorver a metodologia da organizadora”, frisou.


Técnico: R$3.935 para o 2º grau

A espera dos milhares de interessados em concorrer às 1.875 vagas de técnico e perito médico a serem oferecidas no concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está próxima de terminar. Após a definição da Fundação Carlos Chagas como organizadora da seleção, no último dia 2, basta apenas a publicação do edital, que irá ocorrer no próximo dia 23, para que o concurso se inicie efetivamente.

Das oportunidades, 1.500 são para o cargo de técnico do seguro social. A exigência é o nível médio (antigo 2º grau) – o diploma somente será exigido na ocasião de posse, que está prevista para março. A remuneração é de R$3.935,29 (já contando com a gratificação de atividade Executiva e a de desempenho de atividades do Seguro Social – 80 pontos). Estão incluso R$304 de auxílio-alimentação.

As outras 375 vagas contemplam a função de perito médico, que requer graduação em Medicina e inscrição no Conselho Regional de classe. Os vencimentos são de R$9.080,93 (considerando 80 pontos de gratificação de desempenho de atividade de Perícia Médica Previdenciária). Aos rendimentos já estão incluído R$304 de auxílio-alimentação.

Muitos candidatos aguardam desde 2009, quando o INSS, que é vinculado ao Ministério da Previdência Social, anunciou o Plano de Expansão de Rede de Atendimento (PEX), que consistiria na criação de 720 agências, em municípios com mais de 20 mil habitantes, demandando, assim, a contratação de mais servidores para trabalhar nas novas unidades.

Com o PEX, além de ampliar a rede, o INSS busca a sua interiorização, de forma a democratizar o acesso de milhares de cidadãos residentes em cidades afastadas dos grandes centros aos benefícios previdenciários, sem que eles tenham que se deslocar enormes distâncias para isso. Todos os estados serão contemplados. A construção das novas agências vai até 2014.

Apesar de o INSS ter escolhido a Fundação Carlos Chagas para organizar o concurso e não o Cespe/UnB, que fez as últimas seleções para técnico e perito médico, grandes são as chances de as disciplinas serem as mesmas cobradas nas provas anteriores.

Os técnicos enfrentaram questões de Conhecimentos Básicos (Português, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Atualidades e Matemática), Complementares (Ética no Serviço Público e Noções de Direito Administrativo) e Específicos – o programa está disponível no site do Cespe/UnB e na FOLHA DIRIGIDA Online, para assinantes.

Para os médicos, foram cobradas as disciplinas de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Administrativo e Noções de Direito Constitucional) e Específicos (Medicina Geral, Medicina do Trabalho, Legislação Referente ao SUS, Legislação do Trabalho e Legislação Previdenciária).
08/12/2011
Fonte: Folha Dirigida

3 Comments on “INSS: professores analisam modelo da Carlos Chagas

  1. mitiele

    olá
    Gostaria de saber como faço para abrir as questões que são enviadas,pois sempre que tento abri-lás vou para outro site que diz deposit files,nunca consigo ver nenhuma das questões que recebo.

    Grata
    No aguardo

  2. Merval Post author

    Mitiele,
    Faça uma busca no google pelo seguinte termo: “como baixar pelo depositfiles” ou “como baixar pelo easy-share”.

  3. Helcimar da Rocha Loreto

    Ao ler algum comentário sob como devo fazer um quadro de estudos e distribuir o tempo e em dias diferenciados,o rendimento será muito proveitoso e não deixará cair em tédio. Espero bater a meta neste ano, pois estão sendo aberto vários concursos onde o salário é de acordo com o que quero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *